|

Greve de pilotos faz espanhola Iberia cancelar 109 voos



Um porta-voz da companhia área espanhola Iberia informou que 109 voos foram cancelados nesta segunda-feira por conta de uma nova greve dos pilotos da empresa, que protestam contra a criação de uma filial de baixo custo, a Iberia Express.

No próximo dia de paralisação, agendado para quarta-feira próxima, serão cancelados 213 voos, totalizando cerca de 23,5 mil passageiros prejudicados nesta semana. Os clientes já foram avisados e receberam alternativas para viajar, segundo a companhia.

"São 109 voos cancelados, ou seja, 35% dos voos previstos", disse o porta-voz. Mais dois dias de greves anularam cem voos diários em 18 e 29 de dezembro do ano passado.

Na greve atual, de acordo com o porta-voz, está sendo "muito mais difícil" encontrar uma alternativa para todos os passageiros do que nas paralisações anteriores, uma vez que é um momento de "retorno de férias".

Segundo comunicado da Iberia, os voos domésticos e para a Europa de curta e média distância, e os de longa distância para a América Latina são os mais afetados. Por enquanto, o movimento não afetou "voos para as ilhas Canárias e Baleares, que são protegidos pelos serviços mínimos", nem os voos operados pela Air Nostrum Vueling.

O sindicato dos pilotos convocou a greve para protestar contra a criação da Iberia Express, temendo que os sejam propostos baixos salários aos novos funcionários e denunciam uma "violação da lei" ao não respeitar o acordo coletivo.

A empresa disse que a criação da Iberia Express não afeta os salários e as condições de trabalho dos funcionários atuais. A subsidiária de baixo custo vai operar voos de curta e média distância na Europa a partir deste ano, de acordo com os planos da Iberia, pertencente ao IAG (Airlines International Group), após sua fusão em janeiro de 2011 com a British Airways.

Fonte:










The Manhattan Reporter

Arquivo

Labels / marcadores