|

Califórnia abaixo de zero

http://infograficos.estadao.com.br/uploads/galerias/1968/18454.jpg

Bruna Tiussu .

A cena inicial parece genérica: esquiadores e snowboarders deslizam pelas pistas com neve igualmente fofa, por onde se espalham gôndolas modernas e, ao redor, uma estrutura hoteleira típica das estações de esqui dos Estados Unidos. Mas ali, passam-se os dias e o sol permanece brilhando no céu azulado, tão firme e forte que encoraja até a abrir mão das jaquetas para se aventurar montanha abaixo apenas de camiseta. Graças a sua localização, Mammoth Lakes se diferencia por sua característica mais californiana, o clima ameno. E a garantia de 300 dias ensolarados por ano.

Tal vantagem fez com que o destino se tornasse a mais nova aposta do American Airlines SkiClub (aaskiclub.com.br), programa de turismo de neve exclusivo para brasileiros. Pacotes montados sob medida para estações norte-americanas são vendidos por operadoras parceiras - em São Paulo, Ski Brasil, Snowtime, Maktour e Interpoint - com redução no preço de passagem, hospedagem e aluguel de carro. Além do recém-lançado cartão de benefícios, que passa a dar desconto em restaurantes, bares e locadoras de equipamentos.

Completando 10 anos de existência este ano, o programa levou 18 mil brasileiros às montanhas do país somente na última temporada. Ao menos parte deste montante é o que Mammoth deseja atrair desde já.

Todos os públicos. É bom deixar claro que o sol a pino da região não impede que haja neve suficiente - e de boa qualidade - para agradar aos mais exigentes esquiadores. No alto de seus 2.400 metros de altitude, a cidade produz uma média anual de 10 metros de neve (no ano passado foram incríveis 17 metros), e mantém uma das mais longas temporadas de inverno, começando em novembro e se estendendo até meados de junho.

A montanha é uma só, mas sua dimensão permite acomodar 150 pistas, que se dividem em níveis ideais para iniciantes, intermediários e experientes nos esportes de inverno. Chegar até elas é fácil: 28 esqui-lifts transportam os visitantes de um lado para outro - para ir até o topo, a 3.369 metros de altitude, suba a bordo da gôndola panorâmica.

A dica é reservar ao menos um dia para o passeio. A linda paisagem que acompanha toda a viagem é multiplicada quando se alcança o alto. A vista composta pela cadeia de montanhas que contorna a área, outros picos nevados e lagos congelados merecem o clique. E, acredite, valem o frio congelante que se sente ao tirar as luvas das mãos para manusear a câmera por alguns minutos.

Fonte:










The Manhattan Reporter

Arquivo

Labels / marcadores

◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share

Publicidade






Eventos


Accelerate Brazil




InfraBrasil 2013




Recently Added

Recently Commented