|

Produção de shitake vira atração em Cunha e restaurantes preparam pratos especiais com o cogumelo



Nos últimos anos, vem crescendo o número de produtores voltados para o cultivo de shitake em Cunha, no Vale do Paraíba, e, ao mesmo tempo, os produtores vêm aumentando a média de produção mensal, de 300 a 600 quilos agora chega até uma tonelada por mês. Com isso, os restaurantes da cidade estão investindo em pratos feitos com o cogumelo.

Quem visita Cunha pode experimentar lasanha, quiche, coxinha de shitake. E mais, shitake a Provençal, hambúrguer feito com o cogumelo, estrogonofe de shitake, risoto e outras receitas. Ou ainda levar o cogumelo para casa e preparar suas próprias receitas. O quilo do shitake em Cunha custa cerca de R$ 25,00. “Para quem vai preparar em casa, o segredo é não cozinhar demais, porque senão fica borrachudo”, disse Suzana Lopes de Araújo, engenheira agrícola e produtora de shitake em Cunha há 15 anos. Suzana em parceria com a culinarista, Sandra Porto, está desenvolvendo um livro de receitas, com pratos fáceis e saborosos que será lançado em breve.

Cunha tem um clima favorável para o cultivo de shitake, por isso tem atraído mais produtores, inclusive de outras cidades do Vale do Paraíba. O cogumelo é cultivado em toras, principalmente, e entre o plantio e a colheita são necessários de seis a oito meses.

A cidade de Cunha

Cunha fica no Alto do Paraíba, a 235 km de São Paulo, e faz divisa com Ubatuba, São Luis do Paraitinga e Guaratinguetá, entre outras no Estado de São Paulo, e mais Angra dos Reis e Paraty, no Estado do Rio de Janeiro. São apenas 45 km até Paraty, mas parte da estrada, cerca de 12 km não são pavimentados, e o acesso só pode ser feito em veículos 4 X 4.

Desde 1948, Cunha é considerada Estância Climática, a única da Serra do Mar. Com uma população de 25 mil habitantes, grande parte rural, a cidade vive da pecuária leiteira e culturas do milho, feijão e batata. Nos últimos anos, o turismo vem crescendo, com forte investimento em estabelecimentos de hospedagem, produção de trutas, cogumelos e artesanato. Um dos destaques da cidade é a cerâmica de alta temperatura, turistas de todo o Brasil vão até Cunha para acompanhar aberturas de fornos e comprar peças dos mais de 20 ateliês. Mais informações www.cunha.sp.gov.br






Fonte: Cidade de Cunha










The Manhattan Reporter

Arquivo

Labels / marcadores

◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share

Publicidade






Eventos


Accelerate Brazil




InfraBrasil 2013




Recently Added

Recently Commented