|

Ateliês de cerâmica de Cunha programam aberturas de fornadas, workshop sobre produção de cerâmica e queima de Raku




Um bom programa para as férias de julho é visitar a charmosa cidade de Cunha no Vale do Paraíba, a 235 km de São Paulo, e participar dos diversos eventos promovidos pelos ateliês de cerâmica da cidade. Tem abertura de forno, queima de Raku e workshops para aqueles que querem aprender mais sobre cerâmica ou simplesmente comprar belas peças.

Cunha é um dos mais importantes centros produtores de cerâmica artística da América Latina. A cidade abriga 18 ateliês que se distinguem pela variedade de técnicas e estéticas. E mais, é a única cidade na América Latina a abrigar cinco fornos noborigama em funcionamento.

A Queima da cerâmica pode ser feita em fornos a lenha, a gás ou elétrico. Mas o noborigama, por ser uma tradição milenar japonesa, originária da China há mais de 5 mil anos, é o que atrai a atenção dos visitantes. Construído em terreno inclinado, normalmente com 4 câmara internas e uma fornalha, o noborigama funde rochas e vitrifica a cerâmica a 1400°C. Para atingir essa temperatura e finalizar o processo de produção da cerâmica é necessário que as peças permaneçam queimando por 28 horas.

Cada uma das câmaras do forno Noborigama suporta aproximadamente 300 peças de cerâmicas. Em geral, 4 câmaras são abertas por fornada, produzindo cerca 1200 peças por eventos, com valores que vão de 5 a 2 mil reais.

Programação para as férias

O ateliê Suenaga e Jardineiro, por exemplo, fará a abertura de Fornada de Inverno em 2 de julho, sábado. As câmaras serão abertas às 10h, 12h, 14h e às 16h. O ateliê vai realizar workshop sobre a produção de cerâmica e servirá um coquetel aos participantes em todos os horários de abertura das câmaras. Nesta fornada de inverno, além dos tradicionais vasos e aparelhos de jantar, o ateliê investiu na variedade de luminárias e fontes de água como atração para as férias. Mais informações www.ateliesj.com.br

Para ver queima de Raku, uma das sugestões é o Ateliê Gaia. No espetáculo da queima de Raku a Cerâmica é retirada do forno em alta temperatura, em seguida são colocadas sobre serragem de madeira, que pega fogo logo em seguida. As peças sobrem uma transformação radical, criando efeitos interessantes e imprevisíveis. Em julho, o ateliê abre as portas ao público nos dias 2, 9, 16 e 23, com breve explanação sobre a queima da cerâmica, montagem do forno e queima, que dura cerca de uma hora, sempre das 18h às 20h. Na parte da manhã, tem workshop de Raku, entre 10h e 12h. Mais informações gaiaceramica@ig.com.br

Mais Informações www.cunha.sp.gov.br







Fonte: Cunha









The Manhattan Reporter

Arquivo

Labels / marcadores

◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share

Publicidade






Eventos


Accelerate Brazil




InfraBrasil 2013




Recently Added

Recently Commented